Olá! Faça seu login ou cadastre-se

0 itens

Perguntas Frequentes

1

Quanto tempo vive um mini coelho?

É possível saber o sexo do filhote antes da compra?

A média é de 6 a 8 anos, podendo ultrapassar.


Sim, criadores profissionais sabem informar o sexo, a partir de 30 dias de vida do coelhinho. Precisa ter muito cuidado e experiência para poder olhar sem machucar o filhote, pois antes dos 4 meses, os genitais do macho e fêmea são muito similares.

2

O coelho tem cheiro forte?

Muito se fala sobre a fama do mau cheiro em coelhos... mas afirmamos com toda a segurança que isso é totalmente referente ao manejo.


Antigamente os coelhos eram criados em instalações de madeira ou bambu, eram alimentados com grande quantidade de verduras frescas e raramente lhes era oferecido água.


O consumo excessivo de verduras é o que deixa a urina com cheiro forte, e as instalações de madeira, acabavam por absorver parte da urina, concentrando o odor no ambiente. As fezes eram limpas em intervalos grandes, pois o esterco era acumulado para depois ser coletado em quantidade e destinado para uso em plantações como adubo. Nesse tipo de manejo, o cheiro não é ruim, ... é insuportável! E faz mal até para o animal.


Hoje usamos ração apropriada, que em sua fórmula tem extrato de yuca, um componente que reduz o odor das fezes, além do consumo de alfafa e feno secos, que não causam forte odor na urina. Existem também neutralizadores muito eficientes, que funcionam inibindo o odor, atendendo as expectativas das pessoas mais exigentes, deixando o animal e seu ambiente sempre perfumados. O coelho em si, não tem cheiro algum, é um animal extremamente limpo, que se lambe como os gatos, de forma constante para se limpar, então o manejo correto não causa problemas com cheiro, mesmo em apartamentos.

3

Os coelhos precisam ser vacinados?

No Brasil, não existem doenças virais em coelhos, sendo assim, não precisam ser vacinados. Em alguns outros países, existe a mixomatose e a doença hemorrágica viral, doenças que acometem coelhos, necessitando assim que os animais sejam vacinados, mas aqui, estamos livres desse problema.

4

Os coelhos precisam ser vermífugados?

"Os coelhos não precisam de vermifugações freqüentes como é realizado em cães e gatos. Isso acontece porque os parasitas em coelhos são bem específicos, ou seja, acometem principalmente coelhos. Então é dificíl em um simples passeio na grama, como acontece com cães, o coelho se contaminar com um parasita.


Mesmo assim, até mesmo para cães e gatos, o ideal é sempre fazer um exame coproparasitológico (exame que avalia os ovos de parasitas nas fezes) para ter certeza se o animal está ou não com parasita (vermes). Este exame também ajuda a saber qual parasita específico o animal esta infectado e, a partir dessa informação, escolher com melhor eficiência e precisão, o princípio ativo do vermífugo. Então, se você tem dúvidas sobre o uso de vermífugo e qual vermífugo utilizar, entre em contato com veterinário especializado nesses bichinhos e solicite um exame para saber se é preciso ou não usar o vermífugo."


Fonte: Dr. George Ortmeier Veastín. Médico Veterinário.

5

O coelho precisa ser criado em gaiola ou cercado?

Não pode ficar solto pela casa como um cão?

Recomendamos que os coelhos sejam soltos, somente sob supervisão. O motivo é para que eles não acabem sofrendo acidentes, não roam coisas que não devam em sua casa e não façam as necessidades de forma desorganizada.


Ao contrário do que muitos pensam, gaiola não significa prisão, mas sim segurança, e logicamente, precisa ser de um tamanho adequado e confortável. Recomendamos que seu coelhinho fique preso e seguro na gaiola ou cercado enquanto você não puder dar atenção a ele, e seja solto quando você puder interagir, brincar e cuidar dele. Não esqueça que você ou alguém da sua família precisa separar um tempo diário para isso.


Já ouvimos relatos de inúmeros acidentes com coelhos devido as pessoas ficarem com dó, e deixarem o animal solto, à vontade, então sugerimos que evite soltar seu coelho quando não puder supervisioná-lo.


Se você quiser criar seu coelho solto no quintal, precisa lembrar que ele ficará sujeito as variações de temperatura, umidade, sol, chuva, frio, vento, além de predadores, e que será necessário providenciar um abrigo para ele se proteger. Limite o acesso dele às plantas ornamentais e hortas.


Caso queira soltar o coelho dentro de casa, será necessário que você o ensine a usar um banheirinho e limite o espaço para passeios, bloqueando o acesso à fios elétricos, tapetes e espaços entre móveis.


É importante lembrar que quanto mais tempo seu coelhinho ficar solto sem a sua companhia, mais arisco ele ficará, pois ele se tornará independente de você e não vai deixar você pegá-lo facilmente, além de não aceitar colo. Então tente dosar os passeios, pra que ele não fique arredio. Ofereça colo com frequência, assim ele ficará mais dócil. Faça o coelho depender de você para ter os tão esperados passeios diários e que esse tempo também seja um tempo de relaxamento e diversão para você curtir o seu animal de estimação.

6

Qual a diferença entre mini coelho e o coelho comum?

Falando de raça pura, os coelhos minis são raças com peso até 2 kg. Raças grandes variam de 3 até 16 kg. Além da diferença de peso, pelagem e tamanho, são mais inteligentes, interativos e mais apegados ao dono.


Eu acho o mini coelho muito grande!


Será? Existem mais de 300 raças de coelhos no mundo, de diversos tamanhos, pelagens e cores, entre elas, alguns gigantes. Acha o mini "grande"? Veja esses "fofinhos" ao lado:


Ao lado, coelho de raça gigante e mini coelho, ambos adultos.


Fonte: http://www.saveabunny.org/rabbit/jessica-and-jack

7

O coelho é bom pra criança?

O mini coelhos são ótimas companhias para as crianças, mas precisam ser tratados de forma a se sentirem seguros com elas e não ameaçados. Os pais precisam entender que se trata se um ser vivo e não um brinquedo. Respeito pela vida é algo que a criança deve aprender desde cedo. Então, se uma criança assustar, apertar, derrubar e judiar de qualquer forma do coelhinho, ele não vai querer ficar perto da criança e nem se comportará de forma dócil, mas sim arredia, e poderá até morder e arranhar, machucando a criança, pois ele está sendo maltratado, não tendo motivos para reagir com docilidade, estando apenas a se defender dos maus tratos que está recebendo, o que é perfeitamente compreensível, visando que os pais não estão cuidando para que a criança seja delicada com o animal. Se não conseguir educar seu filho para ter cuidado e gentileza para com os animais, melhor não ter um animal de estimação.


Quando a criança oferece carinho, trata o animal de forma gentil e confortável, demostrando cuidado e amor para com o bichinho, ele responde se comportando de forma tranquila, lambendo, pedindo carinho, puxando a barra da roupa pra pedir atenção e fazendo questão de ficar perto, pois sabe que está seguro e que seu dono gosta dele.


É assim que funciona: ofereça amor e terá um companheirinho apaixonado por você.


Se a criança for muito pequena e for inevitável os apertões, não aconselho nesse caso a aquisição do animal, pois a criança irá, mesmo sem intenção, acabar por maltratar. Sugiro que aguarde mais um tempo até que a criança possa entender suas orientações de fazer carinho e não apertar e não derrubar, para que assim o coelho possa retribuir o afeto a ele oferecido.

8

Como é a forma correta de segurar um coelho?

Quando você segura o coelho da forma correta, eles ficam confortáveis em seu colo e entendem que estão seguros e ficam calmos. Quando seguramos de forma desconfortável para eles, gerando insegurança, eles se debatem e tentam fugir, não porque são ariscos, mas porque ficam desconfortáveis e inseguros. Procure dar apoio as patas do coelho, assim ele fica equilibrado e calmo em seu colo, se ele se sentir desiquilibrado, vai espernear. Nunca segure pela barriga, ou abaixo dos bracinhos, eles ficam incomodados. Observe as fotos, elas mostram a maneira correta.

9

O coelho aprende a fazer as necessidades em um único lugar?

O coelhinho tem a tendência de procurar um cantinho para fazer seu banheiro. Isso acontece naturalmente, mesmo dentro da gaiola, mas enquanto ele é filhote novinho, você terá que ter paciência e ensiná-lo, caso deseje que ele passeie pela casa sem espalhar algumas bolinhas. Para educar o coelho a usar a gaiola como banheirinho, ou uma bandeja higiênica, voltando para ela sempre que estiver apertado, siga à risca as dicas abaixo:


- escolha o local onde vai ficar a gaiola ou a bandeja higiênica e não troque mais de lugar. Esse lugar deverá ser fixo.


- limite o espaço de passeio do coelho, para aproximadamente 1 metro quadrado ao redor da gaiola ou bandeja. Você pode limitar o espaço ao redor da gaiola ou bandeja com caixas de papelão, cercadinhos, ou qualquer objeto que tenha em casa, desde que não tenha risco de acidentes para seu filhote.


- Passe vinagre de maçã no chão, no espaço delimitado, onde você não deseja que ele suje, e no canto onde ele pode sujar, ou onde ficará a gaiola ou a bandeja, você não passa o vinagre. Isso ajuda a delimitar o espaço, ele vai procurar o lugar onde não tem o cheiro de vinagre para fazer suas necessidades. Se desejar que a gaiola seja o banheiro dele, deixe a porta aberta para que ele possa voltar lá dentro. Se deseja que ele use uma bandeja higiênica, não passe o vinagre onde está a bandeja.


- Os coelhos tem a tendência de sujar onde já está sujo, e manter limpo onde já está limpo. Após definido o local do banheiro, evite mudar, senão terá que refazer todo o processo.


- Somente após ele fazer todas as bolinhas e o xixi no local adequado, você aumenta o limite de passeio. Vá aumentando gradativamente e observe se ele continua a usar o banheiro. Se ele der umas escapadas fora do local desejado, limpe com vinagre de maçã onde ele sujou e reduza o espaço novamente. Aumente o espaço de acordo com a resposta dele. Se estiver usando o banheiro corretamente, vá aumentando o espaço e observando. O espaço pode ser aumentado um pouco por dia.


- Somente abra o restante da casa para ele passear, quando tiver certeza de que ele aprendeu a usar o banheiro. Se soltar antes, terá que refazer o processo do zero.

10

É possível ter um coelho em apartamento?

É possível sim ter um coelhinho em apartamento. Ele não precisa de muito espaço e pode fazer os passeios dentro de casa, mesmo que o espaço seja pequeno. O coelho não faz barulho e existem soluções bem práticas quanto a higiene e o manejo correto não trará problemas com odor. O coelho aprende a fazer as necessidades em um único lugar o que facilita muito a organização e higiene do ambiente. Os cuidados básicos são os mesmos para quem tem eles em casas ou ambientes abertos.

11

Moro em região fria, como devo proteger meu coelhinho no inverno?

Escolha o local mais quentinho da sua casa para deixar a casinha do seu coelho. Você pode cobrir a gaiola, mas cuide para que o coelho não roa o material que colocar sobre a gaiola. Quando for soltar o coelho para passear, opte por locais protegidos do vento e frio. Não coloque dentro da gaiola cobertor ou qualquer tecido, o coelho rói e pode ingerir fibras, e isso pode trazer problemas como obstrução intestinal por ingestão de corpo estranho.

Caso queira ficar com seu bichinho no colo, envolvido em algum cobertor, não há problemas desde que você cuide, não deixando ele roer o cobertor, e ficando atento caso ele venha a ficar com calor. Você pode oferecer brinquedos ou petiscos para ele se distrair, assim não vai se interessar em roer o cobertor. Você pode colocar uma caixinha de madeira com cepilho ou casinhas de madeira, que também são excelente opções, eles adoram e ficam aquecidos. Se o coelho fica solto fora de casa, seria bom prendê-lo nessas épocas frias, principalmente à noite. Nunca exponha o bichinho ao vento, eles adoecem rapidamente.

12

Moro em região quente, como devo proteger meu coelhinho do calor?

Você precisa oferecer sombra, circulação de ar, água sempre fresca e cuidar com a temperatura, ainda mais se forem coelhos de pelagem longa. Se sua casa tem ar condicionado, deixe ele dentro de casa nos horários mais quentes, para que aproveite o clima fresco que ar condicionado oferece, mas cuidados com choques térmicos quando for trocar ele de lugar. Outra opção são as garrafas congeladas, que você pode por na gaiola, para ele encostar e se refrescar. Coloque também uma pedra de mármore ou lajota, para ele deitar. Outra opção seria a toalha molhada com ventilador, como mostra a figura ao lado, mas evite o vento direto no animal. Fotos: ocoelhoanao.blogspot.com.br

13

Ele fica bem sozinho enquanto fico fora no trabalho ou estudo?

O coelho fica bem sozinho, mesmo que seja a maior parte do dia, mas é bom deixá-lo preso quando você não estiver em casa, para evitar acidentes. Ele vai ficar aguardando ansiosamente o dono chegar em casa para soltá-lo e interagir com ele, pois se acostuma facilmente com a rotina da casa.


É importante que você dê atenção a ele diariamente, para que ele não fique arisco devido à falta de interação com o dono. É bom deixar a gaiola em algum local que o coelhinho possa ver as pessoas da casa, não deixe ele isolado, sozinho, trancados em banheiros ou em locais isolados.


Pegue ele no colo e solte para passeios sempre que possível. Lembre-se que por mais cansado que você chegue em casa, seu coelhinho ficou o dia todo te esperando e está ansioso para trocar carinhos com você. Desfrute e interaja diariamente com o seu pet.

14

O coelho pode comer qualquer verdura?

Não, o seu coelhinho deve comer somente verduras de folhas "verde escuro", como couve, almeirão e espinafre. Nunca ofereça verduras claras como alface, acelga, temperos como salsinha, cebolinha, ou alimentos cítricos, tomates ou frutas em excesso ao seu coelho, pois pode causar diarreia. Não precisa variar muito, folhas verdes, cenoura, aveia em flocos, feno, alfafa e ração sem indutor de engorda são suficientes para ele ter uma alimentação saudável. Veja mais sobre isso no Manual de Cuidados aqui no site.

15

O coelho come qualquer ração? Inclusive de cães, hamsters e outros animais?

O coelho deve comer somente ração própria e específica para coelhos. Mas tome cuidado, pois ele não deve comer rações que induzem a engorda, pois estas são destinadas aos animais que são criados para abate, pois induz o crescimento e ganho de peso, o que não é indicado para os nossos mini coelhos. Evite também os Mixs, aquelas rações que são destinadas para vários roedores além de coelhos. Por serem destinadas a várias espécies, acabam por não atender especificamente nenhuma delas. Procure rações próprias para coelhos. Não deixe seu coelho comer ração de cachorro, gatos ou outros animais. Não é porque ele experimenta e parece gostar de determinado alimento, que este fará bem para ele! Tome cuidado!

16

O coelho convive bem com ou outros animais no mesmo espaço?

Algumas pessoas gostariam de manter no mesmo espaço, pássaros, coelhos, hamsters, chinchilas, porquinhos, cães, gatos, galinhas e um zoológico inteiro. Quando se opta por ter mais de uma espécie de animal, soltos em um mesmo ambiente, é necessário se preocupar com a questão da higiene, alimentação específica para cada espécie, alojamento, e doenças que uns podem ou não passar aos outros, além de brigas e possíveis caças entre eles.


O ideal é cada um no seu espaço, e esse espaço seja adequado às necessidades de cada espécie. Se conviverem bem, passeios juntos podem ser permitidos, mas o convívio na mesma gaiola ou mesmo espaço sem nenhuma restrição de alimentação, higiene, alojamento ou contato, pode trazer problemas de saúde e problemas decorrentes de má qualidade de vida, estresse, manejo inadequado e doenças.

17

O coelho precisa tomar banho?

Não, somente em extrema necessidade.


O coelho faz sua própria higiene, e deve ser mantido em local limpo, justamente para não ficar com cheiro no pelo e com as patas sujas ou machadas.


Não aconselhamos o banho, pois a umidade nos pelos pode gerar fungos e o estresse da manipulação durante o banho e secagem é extremamente agressivo ao coelho. Ele pode morrer de estresse, o que chamamos de estresse de contenção, que seria o estresse causado por obrigarmos o animal a ficar quieto, sem se debater durante o banho e secagem.


Como eles não são como cães, essa manipulação não é comum para eles e pode ser entendida como agressão intensa. Considerando que na natureza, os coelhos são “comida” de outros animais, e normalmente são contidos antes de serem devorados, e essa contenção forçada no banho ou até mesmo na tosa, sugere referência a caça, e quanto mais estresse, mais chance o coelho tem de morrer.


Você pode passar spray de banho seco, lenço umedecido e lavar os genitais quando for realmente necessário, mas banho sem real necessidade, não é recomendado.


O coelho se lambe para se manter limpo, porém, ao se lamber, ele ingere pelos, e com o tempo, isso pode gerar bolas de pêlo no estômago. Para expelir essas bolas, ofereça sempre alimento fibroso ao seu coelhinho.

18

Posso tosar o meu coelho?

Não é aconselhável, pois esse tipo de manipulação estressa o animal, pelos mesmos motivos explicados acima, na questão do banho: o estresse de contenção.


Ele pode acabar por se debater e se o tosador não souber fazer a contenção correta, o coelho pode até fraturar a coluna, o que é muito comum quando eles se debatem, pois contorcem o corpo fácil e fortemente. Além disso podem correr o risco de levar alguns cortes da máquina de tosa. Se for realmente necessário a tosa, procure um profissional capacitado e experiente em tosar coelhos. Tosar coelhos não é nada parecido com tosar cães.


O ideal seria que, se você escolheu um coelho de pelo longo, cuide do pelo do seu animal, mantendo a escovação frequente, evitando assim que o pelo embole. Assim seu coelho poderá esbanjar toda beleza da raça e um pelo longo bem cuidado.


Agora se não deseja ter trabalho com escovação, adquira um coelhinho de pelagem curta. Se você mora em região muito quente, opte por coelhos de pelagem curta.


Não é coerente adquirir um coelho de pelo longo para mantê-lo tosado. Se for pra ser assim, adquira uma raça que não precise de tosa. Assim você não tem gastos desnecessários e não submete seu coelho a um estresse desnecessário.

19

O coelho solta pelos?

Na fase de troca sim, que acontece a cada 3 meses. A troca pode durar desde alguns dias até 2 semanas. Escove-o com mais frequência nessa fase. Se seu coelho soltar muitos pelos, de forma constante, o problema pode ser outro, inclusive estresse ou desnutrição. Nesse caso é conveniente uma visita ao veterinário.

20

Posso soltar um filhotinho pra passear na grama?

Sugerimos que os coelhinhos recém adquiridos não sejam soltos na grama antes dos 3 meses de idade. Logo após o desmame, seu organismo ainda está se acostumando sem o leite da mãe e se adaptando aos novos alimentos que tem recebido, sendo assim, ainda está sensível e sua imunidade ainda está sendo fortalecida. Quando os coelhinhos são soltos, eles ficam empolgados e saem comendo tudo que vêem pela frente, e podem acabar se contaminando com algum agente nocivo. Espere seu coelhinho ficar mais imune para soltá-lo na grama.

21

Como devo cortar as unhas do meu coelhinho?

As unhas do coelho devem ser cortadas, mas é preciso cuidado, pois existem duas áreas que dividem a unha do coelho, a zona esbranquiçada e a zona de capilares, mais avermelhada. É fácil fazer essa distinção colocando a patinha contra a luz. Deve-se respeitar a zona de capilares para que não haja sangramento e cortar na zona esbranquiçada, de acordo com a forma da unha, corte inclinado 45º. A primeira vez recomenda-se que um profissional ou criador faça isso, e depois que aprender você pode fazer com tranquilidade.

22

Qual raça é mais dócil?

A docilidade do coelho, vai depender do jeito que o dono cuida dele. Eles respondem exatamente à forma como são tratados. Quanto mais interatividade você tiver com seu coelhinho, melhor. Quanto mais você fazer carinho e pegar ele no colo, mais dócil ele ficará. As diferenças das raças são em interatividade: raças mais sossegadas ou raças mais ativas.

23

Já ouvi falar de coelhos que eram dóceis e ficaram agressivos, por que isso acontece?

Isso pode acontecer por diversos motivos, seguem alguns exemplos:

- estresse por mudança de rotina. ex. Antes eram soltos, depois nunca mais foram soltos.

- estresse por mudança de ambiente;

- prenhez;

- medo ou dor;

- distúrbios hormonais;

- estresse por se sentir ameaçado; ex. pode ser por pessoas ou outros animais.

- falta de impor limites; ex. o animal tem muita liberdade e começa a querer "dominar o dono".
Em sua maioria, são estas as causas da agressividade em coelhos, e todas podem ser tratadas.
Se seu coelho apresenta agressividade, procure um criador ou veterinário para orientar o que deve ser feito.

24

Posso segurar ou pegar meu coelho pelas orelhas?

Não, as orelhas são muito delicadas, com muitas veias e vasos capilares, segurar o coelho pelas orelhas causa dor e medo no animal e não é correto. Esse é um conceito antigo que não deve ser seguido. Antigamente os coelhos eram criados quase que exclusivamente para abate, e se vão ser abatidos, porque o criador o trataria com gentileza? Segurar o coelho pelas orelhas é agressivo, basta perceber a reação de medo que o animal demonstra nessa situação.

25

O coelho pode viver sozinho ou precisa de um companheiro?

Se você for uma boa companhia pra ele, e sempre der atenção para seu coelhinho, ele não sentirá falta de companheiros. Os coelhos são complicados quanto a convivência em grupos pois brigam muito e quando não brigam, procriam sem controle. Então caso você queria ter dois coelhos, opte por duas fêmeas e as crie juntas desde filhotes. A convivência entre machos até pode ser possível se acostumados juntos desde filhotes e desde que não tenha fêmeas por perto. Não tem como manter um casal juntos sem que procriem, a não ser que sejam castrados. Coelhos podem conviver bem em bandos se o espaço for grande, mas sempre que novos animais forem inseridos no bando haverão brigas.

26

A urina do coelho é colorida?

É possível que o seu coelhinho faça xixi vermelho, marrom, ou amarelo... enfim, dependendo do que ele comer, a cor da urina pode variar..

27

Posso usar para meu coelho cepilho descartado em marcenarias?

Se você tiver certeza das condições de armazenamento e higiene, sim, mas se não, melhor evitar. Não temos garantias que o cepilho gerado em marcenarias estejam limpos, eles podem conter urina de rato e pulgas. A marcenaria trabalha com madeira e não tem como foco produzir forração pra uso em animais, então normalmente o cepilho não é acondicionado de forma higiênica o suficiente para nossos coelhinhos utilizarem. Algumas marcenarias tem cuidados apropriados, mas precisamos ser cautelosos. Opte por cepilhos esterelizados, vendidos nos petshops pra preservar a saúde do seu coelhinho.

28

O coelho pega pulgas ou piolhos?

Sim, tome cuidado mantendo sempre limpas as instalações. Se isso acontecer, fale com um veterinário de animais silvestres. Nem todos os remédios usados em cães e gatos podem ser usados em coelhos, pois podem intoxicá-los.

29

Qual devo escolher, macho ou fêmea?

Quando se tem somente um coelho, tanto faz a escolha de machos ou fêmeas, pois o comportamento é muito parecido. Quando se opta por ter dois ou mais, notamos um convívio mais harmonioso entre fêmeas, desde que seja criadas juntas desde filhotes. Machos podem conviver bem juntos, mas podem se provocar quando estiverem na época de procriar. Não é possível manter dois coelho em uma única gaiola. Eles vão se estressar e acabar brigando devido ao espaço muito reduzido. Opte por criar soltos, em grandes gaiolas ou em gaiolas individuais.

30

O coelho pode sofrer "estresse de transporte"?

Sim, por isso é importante que ele seja protegido das variações bruscas de temperatura, ruídos demasiadamente intensos e seja transportado em uma caixa ou gaiola adequados, de preferência parcialmente fechados, onde ele possa ver o mínimo possível de movimentos ao seu redor, lembrando que uma caixa totalmente fechada também não é adequada, pois o animal se sente acuado e desesperado para sair. Quando os coelhos são constantemente transportados, ele acostumam e essa situação se torna mais aceitável para eles. É comum que coelhos estressados apresentem fezes pastosas, mas isso não deve se prolongar e caso venha a acontecer e não cesse rapidamente, será necessário auxílio veterinário. Quando o transporte for necessário é importante providenciar tudo que for necessário para que ele ocorra de forma segura e o menos estressante possível. Evite improvisos, planeje com antecedência.

31

É normal os coelhos darem saltos e se jogarem com as patas para trás?

Sim, quando eles estão brincando, eles costumam dar saltos e fazem movimentos engraçados, é normal, estão felizes, curtindo a liberdade. Eles podem também, dar grandes saltos quando estão fugindo de um predador ou quando se assustam. Eles conseguem pular mais de 1 metro de altura sem muito esforço.

32

Qual são as raças mais conhecidas e como são classificadas?

CLASSIFICAÇÃO POR TAMANHOS (algumas raças mais conhecidas):


RAÇAS ANÃS - de 0.800kg até 1.350kg (adultos): Netherland Dwarf, Polish, Dwarf Hotot, Mini Rex, etc.


RAÇAS MEDIANAS - de 1.500kg até 2.000kg (adultos): Holland Lop, American Fuzzy Lop, Lion head, Mini Lop, etc


RAÇAS MÉDIAS E GRANDES - de 3.000kg até 5.500kg (adultos): Harlequin, English Lop, French Lop, Nova Zelândia, Califórnia, Rex, Borboleta, etc.


RAÇAS GIGANTES – acima de 6.000kg (adultos): Gigante de Flandres, Gigante Alemão, Gigante de Bouscat

33

Coelhos são roedores?

Não, eles são classificados como lagomorfos. Os lagomorfos (latim científico: Lagomorpha) constituem uma ordem de pequenos mamíferos herbívoros, que inclui os coelhos, lebres e ocotonídeos, na qual se incluem duas famílias: Leporidae (coelhos e lebres) e Ochotonidae (pikas).


Embora exteriormente os lagomorfos se assemelhem a roedores, há diferenças que justificam a sua inclusão numa ordem à parte. Elas são:


• quatro (em vez de dois) dentes incisivos na maxila

• o escroto do macho está em frente do pênis

• o pênis não tem ossos como nos roedores


Tal como os roedores, os lagomorfos têm dentes que crescem continuamente, necessitando portanto de actividade constante para evitar que fiquem grandes demais.

Fonte: Wikipédia

34

O coelho faz xixi ou cocô no meu colo?

Se o coelhinho estiver no colo e ficar "apertado" ele vai tentar sair.... mas se você não deixar, ele pode não conseguir se conter. Então observe, se ele quiser sair, deixe.

35

Os coelhos vendidos são castrados?

Não. Os coelhos que vendemos não são castrados.

36

A coelha fêmea tem cio como os cães?

Coelhos não tem cio aparente. Eles não “sangram” como os cães.

37

Preciso castrar meu coelho?

Opinião do criador: Ao contrário do que muitos outros sites dizem, eu não sou a favor da castração em todos os casos. As pessoas procuram castrar seus coelhos porque “ouvem falar sobre” ou até vivenciam problemas comportamentais.


Muitos coelhos não apresentam nenhum problema comportamental durante toda a sua vida. Outros podem ter algum problema... que pode ser resolvido facilmente com mudança no manejo, e quando são problemas hormonais, são melhor resolvidos com a castração. Então faz-se necessário uma avaliação consciente de todo o contexto para decidir o que fazer de forma coerente.


Eu sou contra, mas essa é minha opinião pessoal, e opinião, cada um tem a sua não é?


Mas se quiser saber a respeito do que eu penso, segue abaixo um link com um esclarecimento pessoal: clique aqui

38

Como posso saber se meu coelho está doente?

Observe se ele apresenta alguns dos sintomas abaixo. Se positivo, procure um veterinário especializado em animais silvestres. Sempre que suspeitar que tem algo errado, procure se informar, pois normalmente, esperar que ele melhore sozinho não é uma boa opção. Você pode perder seu bichinho.


• Perda de peso, de apetite e sede;

• Queda de pelos excessiva fora da fase de troca;

• Pelos arrepiados;

• Postura retraída;

• Corpo mole, parecendo desmaiado;

• Fezes moles ou diarréia;

• Nariz deformado;

• Orelhas volumosas;

• Orelhas muito quentes ou geladas;

• Ausência de fezes;

• Cabeça inclinada ou torcida;

• Abscessos, feridas, manchas e/ou inflamações;

• Respiração pesada ou com chiado;

• Tosse ou espirros;

• Nariz molhado, sujo e/ou pegajoso;

• Olhos lacrimejantes ou fechados;

• Danos nos órgãos genitais;

• Coceira forte nas patas, parte inferior;

• Tontura, tremor ou espasmos;

• Presença de pulgas, piolhos ou carrapatos;

• Hemorragia;

• Alteração nos dentes;

• Barriga estufada;

• Feridas pelo corpo;

• Perda de pelos em regiões específicas;

• Coceira excessiva.

Fale Conosco

Copyright © Mini Coelho 2015. Todos os direitos reservados.